Skip to content

O Google Fuchsia está atraindo o interesse de muitas empresas. A lista inclui Samsung, Huawei e Xiaomi

O Google Fuchsia (ou simplesmente Fuchsia) é uma nova plataforma na qual a gigante de Mountain View está trabalhando há algum tempo. Destina-se a ser o sucessor do Android e do ChromeOS. Algo como software, que é ser uma solução usada tanto em smartphones, tablets quanto em PCs.

O Google vem melhorando discretamente a atmosfera em torno da nova plataforma há dois anos. Apesar disso, as novidades subsequentes relacionadas às funções do sistema entram na rede com pouca frequência e não ganham muita popularidade. Quem sabe, talvez a questão se complique pelo fato de o Android, que é a plataforma dominante no mercado, ainda estar sendo desenvolvido dinamicamente e é difícil para todos imaginarmos que de repente, da noite para o dia, ele se extinguirá e Fuchsia entrará em seus sapatos? Tal cenário não pode ser descartado.

O Fuchsia OS está vivo e evoluindo. Temos novas informações

Não é segredo que até o melhor sistema operacional precisa da ajuda de outras empresas do setor para existir. A Microsoft uma vez se esqueceu dessa regra, pelo que smartphones com Windows Phone em breve serão vistos apenas em museus ao ar livre. O Google não quer cometer o erro do colega do Vale do Silício e já está conversando com muitos parceiros de negócios, incentivando-os a apostar no Fuchsia.

Huawei + Fúcsia OS = WNM? O fabricante está testando intensivamente o novo sistema operacional do Google

Segundo informações do site de origem, até hoje, 21 empresas estão interessadas no projeto, que na nomenclatura do Google são chamadas de “usuários parceiros”. A lista inclui, entre outros: Oppo, Xiaomi, Huawei, MediaTek, Qualcomm, Samsung, Sony, STMicro e Unisoc. Como você pode ver, o desenvolvedor leva o projeto muito a sério. Fico feliz que a lista inclua empresas de vários segmentos de mercado. Fuchsia vai precisar não só de smartphones bem feitos, mas também de processadores ou câmeras modernas que vão nos convencer de que vale a pena gastar nosso dinheiro em um produto com esse soft.

Ver agora:  Sony mata outro aplicativo

A questão de quando poderemos gastar esse dinheiro ainda permanece sem resposta.

fonte: 9to5Google