Skip to content

Microsoft e Nokia juntas novamente, mas não trabalharão em smartphones

Todos nos lembramos que, no final, a cooperação entre a Microsoft e a Nokia na indústria de smartphones não terminou muito feliz. As empresas, no entanto, agora contam com um resultado diferente, porque as áreas em que vão trabalhar juntas são completamente diferentes. Trata-se de desenvolver novas soluções em nuvem para Inteligência Artificial e Internet das Coisas.

Como parte da nova parceria entre Microsoft e Nokia, Microsoft Azure, Azure IoT (Internet of Things), Azure AI e Machine Learning Solutions serão integrados aos setores Nokia LTE/5G, IP, SD-WAN e IoT. Trata-se principalmente de usar o conhecimento da Nokia na área de construção e estruturas de redes celulares no desenvolvimento e transformação das atividades de empresas e provedores de serviços de comunicação (CSP).

Portanto, os usuários privados não serão “expostos” à influência direta da cooperação entre o gigante de Redmond e o magnata das comunicações finlandês. Os clientes da Microsoft e da Nokia incluirão outras empresas de tecnologia, cidades inteligentes, instalações de saúde e centros de transporte, como portos e aeroportos. O casamento dessas duas empresas permitirá que clientes corporativos obtenham soluções avançadas de rede e nuvem.

Tanto Jason Zander, vice-presidente do Microsoft Azure, quanto Kathrin Buvac, presidente da Nokia e diretora de estratégia, estão muito animados com essa parceria. Com certeza, contribuirá para “Crescimento econômico e produtividade de empresas e provedores de serviços.”

Nokia e Microsoft uniram forças antes

A Nokia e a Microsoft já concluíram um capítulo fechado de cooperação na indústria de smartphones. Em setembro de 2013, os finlandeses venderam sua divisão de smartphones para a Microsoft por 7,2 bilhões de dólares. O acordo também incluiu o licenciamento de muitas patentes. Segundo ele, o direito de uso das marcas de telefones Asha e Lumia também foi transferido para a Microsoft, ainda que uma marca registrada Nokia permaneceu na posse dos finlandeses, que mais tarde usaram para autorizar a produção de smartphones com o logotipo da Nokia para a finlandesa HMD Global.

Ver agora:  O Internet Explorer deixará de ter suporte em um ano e o Microsoft Edge ... não será desinstalado do Windows 10

Há dois anos, a Microsoft abandonou o negócio de smartphones e, após o sistema móvel criado por essa gigante americana (Windows Phone e, posteriormente, Windows 10 Mobile), restaram apenas escombros. No mês passado, porém, conhecemos o protótipo do dobrável Surface Duo, o mítico Surface Phone, embora a Microsoft evite chamar este dispositivo de smartphone.

Há exatos 9 anos, a Microsoft chamava o Windows Phone 7 de “um novo começo para smartphones”

fonte: GizChina