Skip to content

A MediaTek não governou por muito tempo – a Qualcomm ainda é a líder, mas isso mudará em breve

Quem vende mais smartphones é uma coisa. Para os envolvidos em sua produção, no entanto, é mais importante quem se beneficiará mais. A esse respeito, a MediaTek e a Qualcomm têm se perseguido constantemente nos últimos tempos, mas este ano só pode haver uma vitória. Qual deles sairá vitorioso deste duelo? Já adivinhamos.

A MediaTek ainda tem a opinião da produtora, que fica atrás da Qualcomm. Atualmente, isso não é mais verdade porque muitas vezes os chipsets taiwaneses são melhores do que os chipsets americanos posicionados de forma semelhante – é só olhar rankings elaborados pelo AnTuTu – smartphones com processadores Dimensity 820 e Dimensity 800U estão localizados mais altos do que aqueles com Snapdragon 750G e Snapdragon 765G.

Quem fornece a maioria dos processadores de smartphones? Qualcomm ou MediaTek?

Descobrimos recentemente que no terceiro trimestre de 2020, a MediaTek (pela primeira vez em sua história) forneceu mais processadores para smartphones do que sua maior rival Qualcomm.

MediaTek Qualcomm Huawei HiSilicon Kirin Samsung Exynos Apple Q3 2020
Essa foi a participação dos produtores individuais no terceiro trimestre de 2020 e 2019 (fonte: Counterpoint)

No entanto, os taiwaneses não puderam desfrutar por muito tempo dessa “vitória histórica”, pois de acordo com os últimos dados apresentados pela Strategy Analytics (via O Arauto da Coreia), levando em conta todo o ano de 2020, a Qualcomm arrecadou mais dinheiro para o fornecimento de chips (AP) para smartphones. Ele tinha até 31% da participação na receita.

Curiosamente, o segundo lugar não é MediaTek, mas a Apple com 23% das ações. Os taiwaneses nem ficaram em terceiro lugar, pois esse lugar foi para a HiSilicon, que pertence à Huawei. Em 2020, o gigante chinês foi responsável por 18% das receitas, embora teoricamente ele poderia ter ganho muito mais para si, se não fossem as severas sanções impostas pelos Estados Unidos.

Ver agora:  Os resultados da Huawei Polska para 2020 são uma verdadeira montanha-russa

De acordo com a Strategy Analytics, a MediaTek também gerou 18% das receitas com o fornecimento de processadores para dispositivos móveis, mas ficou apenas em quarto lugar, pois obteve resultados um pouco mais fracos que o HiSilicon da Huawei.

A Samsung fecha a participação com seus Exynos, que respondem por 9% de todas as receitas no segmento de processadores AP em 2020. Analistas da Strategy Analytics acreditam, no entanto, que as ações da Exynos aumentarão no futuro, pois ocuparão parte da lacuna deixada pelos processadores HiSilicon Kirin da Huawei.

Samsung Exynos
fonte: Samsung

A Strategy Analytics afirma que o valor do mercado global de dispositivos AP cresceu 25% em 2020, para um nível recorde de US$ 25 bilhões. Isso se deveu principalmente à grande demanda por processadores com modems 5G – eles responderam por 25% de tudo entregue no último mercado.

A ag̻ncia tamb̩m mostra qual era a situa̤̣o no segmento de tablets Рem 2020, at̩ 48% dos processadores para eles foram fornecidos pela Apple. A Intel ficou em segundo lugar (16%) e a Qualcomm em terceiro (14%). No ano passado, o mercado de AP movimentou US$ 2,6 bilh̵es, um aumento de 36% em rela̤̣o ao ano anterior.

Por fim, vale lembrar que embora 2020 sem dúvida tenha pertencido à Qualcomm, 2021 não precisa ser. Há informações regulares de que os americanos não conseguem atender à demanda de seus processadores, então seus parceiros precisam direcionar os pedidos para outros fabricantes. MediaTek é uma alternativa natural e, portanto, os taiwaneses podem ganhar muito com isso.

Verifique também:

Série MediaTek Helio G